Colectiva de Fotografia

A galeria arthobler – lisboa apresenta de 02 de Julho a 02 de Agosto uma exposição colectiva de fotografia. Esta exposição incluirá várias obras do acervo da galeria, de vários autores, bem como obras de artistas que regularmente representa, tais como Alberto Plácido e Cecília Paredes. Alberto Plácido, nascido em 1965, em Lisboa, formou-se no IPF e no AR.CO (Lisboa). O território e o espaço geográfico, e a forma como nos apropriamos – ou não – desse espaço são a marca fundamental do seu percurso artístico, confrontando-nos com uma multiplicidade de interpretações que oscilam entre a realidade e a ilusão, numa reflexão sobre o papel da fotografia como meio de representação da realidade, e a sua importância na noção de Paisagem. Cecília Paredes, artista costa-riquenha, há poucos anos naturalizada norte-americana. Actualmente desenvolve o seu trabalho em Filadélfia, não deixando contudo de serem as florestas e a natureza da Costa Rica a influência maior na sua obra, tal como o foram ao longo dos últimos vinte anos. “Pleno de metáforas e de surpresas, deslumbre e descoberta (…) o trabalho de Cecilia Paredes tem uma extrema qualidade artística: provoca o pensamento enquanto desperta poderosas evocações emocionais. Pelo objecto em si, a sua impecável criação, o encontro de mente e coração, a natureza actual e os recursos utilizados é uma proposta inteligente, emocional e cheia de significado. A sua obra tem uma qualidade sublime, pela qual já recebeu importantes distinções no mundo da Arte.” (Efraím Hernández Villalobos, historiador e crítico de Arte, comissário da VII Bienal de Havana, Cuba).