Black String

Black String (Corda Negra)

Música contemporânea sem fronteiras da Coreia

Black (Negro)

No Oriente, esta cor representa o universo infinito

String (Corda)

Refere-se, simultaneamente, ao instrumento em si mesmo (o “geomungo”) e ao lirismo da música coreana. ‘String’ também pretende expressar a ideia de um ritmo não linear mas curvilíneo, para um efeito sonoro livre, sem constrangimentos.

Opinião da crítica

“A majestade do pós-rock coreano: Imponente, hipnótica, psicadélica.” – New York Music Daily

“Uma exploração envolvente daquilo que se pode alcançar ao combinar o clássico e o moderno numa fusão criativa” – Jazzwise

 

Artistas

Yoon Jeong Heo: Geomungo (cítara de seis cordas)

Jean Oh: Guitarra e Electrónica

Aram Lee: Daegeum, Yanggeum, Tungso, Danso e Taepyeongso

Min Wang Hwang: Vocalização, Janggu, Percussão e Taepyeongso

Prémios e Exibições no Estrangeiro

2018: Vencedor do “Songlines Music Awards”: Ásia e Pacífico Sul (Reino Unido)

2017: Vencedor do 14º “Korean Music Award”: Melhor Performance de Jazz e Crossover

2017: “Babel Med Music Showcase” (França)

2016 “WOMEX16 – World Music Expo”: Actuação Oficial (Espanha)

Os Black String, baseados na música tradicional coreana e nas suas vertentes de improviso, tal como no jazz, tentam criar uma linguagem única através da intuição asiática e das diversas linguagens musicais. Os Black String buscam um novo som que possa conter uma variedade de expressões da música tradicional, ao mesmo tempo que permita incluir e possa harmonizar com outras expressões musicais das mais variadas partes do mundo.